< Voltar para todos os artigos

Abordagem baseada em risco na otimização da estrutura de manutenção

A correta estruturação da Manutenção, garantindo que seus membros possam garantir a confiabilidade e integridade dos ativos operacionais, passa por uma abordagem em 3 fases. Trabalhos comumente realizados por consultorias de Excelência Operacional buscam focar diretamente nas atividades realizadas (Planejamento, Programação e Execução), sem no entanto, entender os principais riscos existentes por falta de uma eficiente atuação da Manutenção.

Em alguns casos, não se pode exclusivamente atribuir à equipe de Manutenção, falhas de Integridade Mecânica, uma vez que restrições de orçamento podem limitar a sua atuação. Mas o fator primordial na estruturação e capacitação da equipe de Manutenção é a correta identificação e conhecimento dos riscos críticos operacionais e suas potenciais consequências.

Nossa abordagem baseada em risco, que combina Gestão de Riscos e Excelência Operacional, considera 3 fases fundamentais para a correta estruturação da Manutenção:

  1. Identificação e Contenção de Riscos Críticos
  2. Gestão, Dimensionamento e Capacitação da Equipe
  3. Disciplina Operacional para alcançar a Confiabilidade