< Voltar para todos os artigos

Por que acidentes fatais ainda ocorrem na indústria química?

Um evento catastrófico com fatalidades pode mudar a vida de famílias, colegas, empresas e comunidades inteiras de um momento para o outro. Da perspectiva dos negócios, tal acidente também pode gerar imensas despesas e implicações de longo prazo para as operações, cadeias de suprimentos e reputação.

Na Europa, a indústria química tem uma taxa média baixa de frequência de acidentes com afastamento (LTIFR, sigla em inglês) em comparação com outras indústrias do setor manufatureiro. No entanto, ainda registra acidentes fatais, deixando as empresas vulneráveis a fatalidades em todo o mundo, apesar da maturidade do setor. Nenhuma empresa está imune a incidentes potencialmente graves.

A indústria química teve de lidar com inúmeros desafios e fatores dinâmicos nos últimos anos, como gargalos na cadeia de suprimentos, preços de energia mais altos, acesso difícil a pessoal qualificado e a saída de especialistas e gerentes experientes devido a mudanças demográficas e fusões de empresas. Nesse ambiente, é preciso considerar a taxa de acidentes fatais do setor e enfrentar os desafios pela frente.